Extraterrestres vivendo na base de Nellis, deserto de Nevada. Parte 1!


Foi engraçado meu dia na sexta-feira passada,10/05/2013. Recebi de meus leitores várias reportagens tratando do tema: Extraterrestres vivem em base da força aérea americana! Isso todos nós sabíamos, oviniólogos e pesquisadores só faltavam provas e alguém que tivesse coragem de dizer isso em público. É uma vergonha que tenhamos que saber essas verdades pela boca das pessoas, pois podem parecer mentiras e invenções, mas cada vez mais as pessoas estão vendo que o governo dos EUA escondem a verdade, não o governo do EUA, mas propriamente o governo escuro americano. Pois o governo do EUA é monitorado por um outro que controla o exército e fazem o que querem lá dentro.
Estamos vivendo agora um tipo filme de ficção científica ao contrário onde nós fazemos o papel de manipulados e ao mesmo tempo os mocinhos do enredo. O que vai acontecer agora é algo que você nem imagina ser real, porque tanto foi escondido de você, tantas verdades que agora você nem sabe mais o que verdade ou mentira.
Então, essa é a ideia se você não procura por conhecimento você irá ser manipulado. Quando você procura por conhecimento você acaba descobrindo a verdade, então por isso as mídias querem que você seja burro (risos), pois é mais fácil de ser enganado, mas não ache que ser inteligente vai te dar conhecimento, não! Não é ser inteligente, pois ser inteligente não é suficiente.
Bom, irei explicar o tema porque já era de meu conhecimento.
Todos ficaram surpresos com o pedido do ex-ministro Paul Hellyer: “Há ETs vivos na Terra neste momento, e pelo menos dois deles provavelmente trabalham com o governo dos Estados Unidos.” Mas, espere! Será verdade isso? Não se pode dizer que seja verdade porque, o ministro Paul Hellyer leu isso no livro de Charles Hall. (Risos)

Pode comprar o livro é interessante e tem algumas informações interessantes.
Agora depois do ex-ministro fazer a propaganda ele vai vender bastante e ganhar um bom dinheiro com essa informação. No livro fala sobre uma raça de alienígenas chamadas por eles de Tall Whites, durante 2 anos que trabalhou na base Nellis da força aérea americana no deserto de Nevada. O livro é todo construído em suas memórias durante seu trabalho dentro da base. Ele viu várias construções e estruturas como naves e hangares por onde os extraterrestres andavam. 20 anos depois começou a escrever sobre suas experiências, mas não tirou nenhuma foto para certificar sua história.
Essas são as imagens de acordo com as lembranças de Charles Hall, algumas pesquisas de acordo com as coordenadas é possível ver no Google Earth. (Risos) Americanos da área 51 são meio panacas!

Nessa imagem podemos ver o hangar e algumas coisinhas bem parecidas com a imagem feitas a partir da transcrições de Charles Hall, é possível ver todas as fotos no link: http://youtu.be/7gLQ8Z6vlUY

Onde há fumaça há fogo, sendo verdade ou não parece que as coordenadas de Charles Hall estão corretas e podem ser observadas no link acima.

Olha que foto linda, né? Foi aí no deserto de Nevada que fizeram os testes para irem á ua.
 
O deserto de nevada lembra bem algumas imagens da Lua, não é? (risos)

A vida imita a arte, não é?


Nellis é um “NO-FLY ZONE” local de treinamentos de pilotos “TOP GUN”. Charles trabalhava como observador e controlador de balões meteorológicos e quase sempre observado por extraterrestres por quem os chamava de “ Brancos altos”. Charles não discutia ou mesmo parecia dar na vista com os extraterrestres porque já havia sabido que outros morreram ou ficaram hospitalizados e até alguns fugiram sem deixar vestígios.
Em certa ocasião, os seres sem aviso atacaram-no pelas costas e ferindo-o gravemente no pescoço, e deixando-o a sangrar no deserto. Nessa situação desesperadora, sozinho, distante de qualquer ajuda humana, Hall encontrou uma maneira de salvar-se, usando seu peso para pressionar a ferida contra a terra macia e conter o fluxo de sangue. Logo após o incidente os ets disseram: "não temos poder sobre você e esperávamos que você morresse, mas aplaudimos a sua tenacidade e vontade de viver então permitimos você sobreviver"
Depois desse incidente ele voltou a trabalhar, mas ganhou uma honra de trabalhar com eles e tinha passe livre nos hangares. No livro ele trata o assunto de forma ficcional com personagens e nomes fictícios, mas em seus últimos livros descreve ser reais.
Charles descreves os extraterrestres tendo de 1,82 a 2 metros de altura, de pele branca como giz, e tem pequenas diferenças de nós seres humanos. Vivem 800 anos, mas depois de 400 anos de vida na Terra atingem 2,7432 metros. Charles explica que morrem depois de 800 anos porque seu corpo não aguenta o tamanho do corpo e há falência dos órgãos.

Os seres tem corpo magro e alto, são muito parecidos com humanos e quase podem passar despercebidos, falam com sons que nós podemos escutar e outros não são possíveis. Uma fala normal parece como um latido de cachorro ou um cantar de cotovia, mas eles conseguem imitar humanos e conversam com eles normalmente. Alguns deles conseguem imitar tão bem o ser humano que não daria para reconhecê-los pelo telefone. Os seres tem aparelhos que projetam fala a uma certa distância, mas para ouvi-los o ser humano tem que virar a cabeça e pode escutar como telepatia. Charles usou esses aparelhos e chegava a ouvi-los dedes que falassem inglês.
Os seres também quando confrontados ou até enfrentados podiam matar, pois eram bem armados e moviam-se muito rápido, tendo matado muitos soldados dentro da base. Os seres andavam com armas que pareciam com uma caneta, e poderiam ferir como imobilizar, eles usavam para administrar severas punições a quem os irritasse, os seres eram arrogantes e agressivos, e tratavam humanos com desdém, mas alguns eles tratavam como “pets”, eles também gostavam de conversar com comandos mais elevados do que soldados normais. Com o tempo, Charles ganhou um apelido: pet do professor. (risos) Charles ganhou a confiança dos militares e depois ganhou várias recomendações e medalhas por bravura.
Os seres tem famílias e cuidam de outros da família que vivem com eles, mas cuidam muito bem de suas crianças. Os seres querem controlar seus pets bem como nós controlamos os nossos. Eu quero escrever isso para que as pessoas não imaginem que extraterrestres são bonzinhos, como a maioria das pessoas os veem, mas como seres iguais a nós.
Meu comentário: ainda tem gente que acha que o ser humano é benevolente e nem os extraterrestres.
No próximo artigo vou escrever sobre a origem dos seres( Tall Whites)

Chat Contato Alienigena

2leep.com