Mensagem alienígena: Próxima Centauri B.


09/05/2018
Desculpe a falta de artigos no blog. Não é falta de informações ou mesmo desinteresse da minha parte, mas é que escrever sobre ovnis, às vezes torna-se difícil com o tempo, porque não há muitas novidades. Todos já sabem que o assunto é tratado com desdém pela mídia em geral. De certa forma por causa do ceticismo envolvido e a falta de seriedade no estudo[seriedade não quer dizer ceticismo!]. Na verdade não querem a verdade, eles preferem empurrar para baixo do tapete uma realidade inequívoca. Hoje, ser um cético mostra que você é super inteligente e sabe tudo sobre ovnis.[kkkk]Desculpe a risada, mas é assim mesmo, o ceticismo é uma forma de bloqueio mental de sua própria realidade, talvez para esconder das pessoas a verdadeira realidade que já é aparente.
Hoje tive uma viagem astral lúcida, muito incrível.
Estava em um tipo de laboratório com 5 mulheres. Essas mulheres tinham algo em comum todas possuíam filhos híbridos. E também eu, porque já escrevi em artigos anteriores que possuo um filho híbrido também [POR FAVOR ENTENDA: NÃO SEI SE É VERDADEIRO OU É SÓ EM VIAGEM ASTRAL, OU FUI ABDUZIDO NO PASSADO], mas é claro que não tenho certeza e nem quero provar para você que seja verdade! Apenas tenho essa certeza por ter recebido várias mensagens anteriores a qual postei aqui no blog. Uma delas foi que uma mulher alienígena mostrava seu ventre para mim e do lado aparecia um tipo de útero mecânico de vidro com um líquido azulado e viscoso com um feto em desenvolvimento. Até que um dia recebi a mensagem de que teria um filho híbrido[mas pode ser só viagem astral], ocorrido em alguma abdução no passado, provavelmente uns 10 anos atrás. 
Estava nesse local com essas 5 mulheres e conversávamos sobre nossos filhos híbridos e meu papel ali era para ajudar, um tipo de terapia em grupo, onde nós nos ajudamos uns aos outros com nossas próprias experiências e consciência do fato. Essa conversa durou um certo tempo, porque nós conversávamos bastante e muitas coisas que sei ajudavam na compreensão dessas mulheres e a mim mesmo. Falei muito do que sei sobre o assunto extra-ceticismo que as pessoas insistem em vomitar na internet, como nos tratar como malucos e birutas.
Durou algumas horas esse papo e cada mulher disse algo sobre o que havia acontecido e suas expectativas com o seu futuro. A maior parte dos diálogos eram de sofrimento e de não poder ver as crianças. Esse é um fator que os homens não compreendem, isso porque a mulher é mãe e tem um instinto de mãe naturalmente. Senti que mais afetava a elas era o fato de não poder ver seus filhos e filhas. Todas estavam felizes por terem filhos alienígenas, isso era óbvio, mas o que mais a deixavam intranquilas é essa vontade de ver seus filhos. Conversamos que, em parte para nós, que possuímos filhos em outros planetas, ou mesmo em bases alienígenas temos a consciência de que seja para algo bom e não algo ruim.
Para não estender o artigo sobre esse assunto, que muita gente ainda não tem capacidade para entender, principalmente porque é algo novo na mente de qualquer pessoa que não acredita em alienígenas, torna-se um tipo de maluquice ou de um assunto de uma pessoa desajustada, mas se quiser fazer algum teste comigo irá perceber que não possuo nenhum tipo de doença mental a não ser uma pessoa normal como todas as outras.
Continuando... Estava deitado em uma cama e uma mulher muito bonita de pele com tons claros, mas com tom avermelhado e nua: olhava para mim como se estivesse em uma cama de hospital. Percebi ao olhar para ela que tinha os cabelos curtos e castanhos bem claros e estilo chanel. Como estava nua, vi sair de seu ventre um cordão umbilical, mas não achei estranho. O cordão estava ainda fixado ao ventre. Conversávamos, quando senti a mão de uma criança segurando em meu peito como se tivesse engatinhando pela cama em minha direção. E em um instinto tentei segurar a mão da criança. E foi tão forte isso que senti a pele da criança [aspereza e calor] e a força dela me agarrando. Tentei segurar o braço da criança e a mulher olhava para mim sorrindo como se fosse algo engraçado, de ver meu susto, pois o braço era de um ser alienígena! O braço era bem fino, com músculos bem torneados apesar de ser delgado, possuía pelos e a pele era escura, mais para o tom de cinza do que marrom. Os dedos eram finos e compridos e muito maior que de uma criança normal.
Um pouco antes disso acontecer, havia mais algumas pessoas que apareceram no final da conversa com as mulheres. Era uma mulher com um jaleco de médico[branco] e um homem com jaleco também branco. Eles me perguntaram se sabia alguma coisa de onde seriam os alienígenas e logo me disseram sem pestanejar:
Esses alienígenas vem da estrela chamada Próxima Centauri e os seres são conhecidos como Centaurianos ou Taurianos, não me lembro perfeitamente da designação, mas são conhecidos por vários cientistas do nosso planeta.
Bom, gosto de pesquisar e tentar ver se algo bate nas minhas visões e para minha surpresa tudo bateu com a realidade: a estrela Próxima é uma anã vermelha semelhante ao nosso Sol, e é a estrela mais próxima do nosso sistema solar. Até aí tudo bem, será que tem planetas ao seu redor? 
Astrônomos encontraram um exoplaneta e foi batizado de Próxima Centauri B. Ele fica em uma zona habitável, pode ter atmosfera em equilíbrio e uma temperatura mais fria, mas com uma radiação solar maior do que a Terra, possibilitaria uma pele bem mais carregada em melanina. 
Sei que muitos me acham maluco, mas entenda que o fato das pessoas não saberem a realidade alienígena, torna essa realidade fantástica para uma pessoa que vive em uma realidade mentirosa e falsa de uma matrix que nossos governantes criaram para sustentar ideologias e idiossincrasias falsas, apenas para gerar expectativas comerciais!
Sendo assim se lhe parecer que sou maluco, pode ser que você esteja sendo alvo de uma idiossincrasia  ou de estereótipos cridos pela sociedade e não que essa realidade seja comum a todos, pois muitos estão passando pelo mesmo problema e não podem falar ou mesmo relatar porque são tratados como loucos. Até mesmo eu que escrevo, já fui ridicularizado publicamente, por gostar de escrever e falar sobre mensagens alienígenas e somos tratados como malucos pela maioria ignorante dessa realidade.
Então, sempre escrevo aos desavisados: não quero provar nada a ninguém, pois o que importa é a mim e às pessoas a quem possa ajudar. Não venha com sermões de ceticismo, pois já estou vacinado contra essa doença. Se escrevo aqui no blog, não é para atingir pessoas céticas, pelo contrário, atinjo as pessoas que sabem que essa realidade é verdadeira, então para mim o ceticismo é como um estado de morte declarado.

Feliz dia das mães alienígena!