Mensagem espiritual do Chico Anísio.


29/10/2017
Alguns dias atrás recebi uma mensagem do Chico Anísio. Eu trabalhei para ele em 1980. Eu fazia ilustrações para a Chico City, empresa de publicidade do Chico Anísio e ilustrei o livro do Cascatinha para o Castrinho na época.
Bom, a mensagem foi para mim em especial, pois foi bem assim:
Ele estava de roupa branca e boné branco, e me olhava sorrindo e feliz, e cantava apontando para mim.[Estava feliz como nessa foto que coloquei acima]
A música era assim: do papai e da mamãe pra você... Da mamãe do papai pra você. 
Ele estava muito feliz e senti que minha mãe e meu pai que pediram a ele para fazer isso, pois eles sabiam que trabalhei para o Chico Anísio. 
Sei que tem gente que acha que é soberba escrever isso porque o Chico me mandou essa mensagem para mim? Mas a verdade é que nem todos recebem porque não estão ligados à espiritualidade como eu estou e tenho graças a Deus essa visão abençoada. E sou diferente de muitas pessoas não sou egoísta e nem tenho soberba. Se fosse verdade estaria escrevendo outros assuntos, pois não ganho nada com esse blog.
Por que não foi outro médium famoso? Simples a espiritualidade não é planeta Terra, onde o egoísmo prevalece, os espíritos tem uma visão menos egoísta do que nós temos, e atos simples e ações humildes são muito mais necessárias, do que mandar mensagem para o Boninho ou para o Bonner .
Pense dessa maneira, Deus e os espíritos não procuram presidentes, nem atores famosos, eles preferem pessoas simples, pessoas que não são nada. Por que? Simples: as pessoas que não estão na mediunidade são pessoas egoístas que vivem no mundo da matrix onde o egoísmo impera, onde a puxa-saquice é lei, e e é a lei da sobrevivência. Pessoas que vivem do ego da mentira e da conveniência pessoal, Deus e os espíritos não querem esse pessoal.
Nem todos que se acham superiores serão contactados, pois ainda vivem o ego. Então, a humildade é um fator importante na espiritualidade e na vida religiosa, muito diferente da vida na matrix que é de puxa-sacos, pessoas vaidosas e egoístas. Muita luz.