A verdadeira dieta de Saint Germain.


28/12/2017
O conde de Saint Germain era alquimista, cientista, músico, ourives e lapidador de diamantes. Nascido na Transilvânia, Romenia, mas morou e estudou na Itália e era protegido do Grão Duque João Gastão de Médici. Foi preso na Inglaterra por espionagem.

Saint Germain era favorável ao celibato, ascetismo, mortificação. Para que não sabe o celibato é uma forma de transformar o corpo, purificar-se ou a  busca da santidade. É uma forma de buscar a paz interior.  Sem amores e prazeres pessoais.
O ascético procura viver o conhecimento, prazeres pessoais como sexo atrapalham essa busca do conhecimento, é geralmente usado por monges e sacerdotes como uma fonte de conhecimento espiritual. 
Jean-Jacques Rousseau o conheceu:
 "A mais fascinante e enigmática personalidade que já conhecera".
Era ourives e alquimista, isso lhe deu conhecimento para fazer tingimentos que nunca desbotavam, e dizia ter segredos que nunca revelou.
Após algum tempo, Saint Germain morreu, isso foi o que foi dito no ano de 1784, mas algumas pessoas principalmente que estavam ligadas a teosofia em 1835.
Um piloto americano após falha mecânica, pousou sua aeronave em uma montanha do Tibet, e entre os monges havia um homem estranho que disse: eu sou o conde de Saint Germain e voltarei para a frança.
Um de seus mistérios era que ninguém o via comer, e de onde vinha sua fortuna. Saint Germain fazia apresentações em público e presenteava com pedras preciosas e ouro. Também foi alquimista e sabia transformar metais em ouro.
Tinha a fama de possuir a pedra filosofal e um elixir da juventude.
Neste ínterim, Saint Germain tinha um segredo que poucas pessoas sabem e que ele mantinha uma dieta durante toda sua vida comia sempre a mesma coisa, muitos diziam ser uma tijela de papinha que ele mesmo preparava.
Essa papinha era na verdade aveia e carne animal. Ele sempre consumiu carne e aveia em pequenas quantidades durante o dia.  
A aveia é rica em fibras solúveis e insolúveis e em minerais como manganês e molibdênio, fósforo, magnésio, cobre, cromo e zinco. Possui ainda vitamina B1, biotina e uma proporção alta de proteínas quando comparada a outros alimentos de origem vegetal. Apesar de ser fonte proteica, a aveia, assim como outras fontes vegetais, não fornece todos os aminoácidos essenciais, sendo uma fonte pobre em lisinaAssim é necessário obter esse aminoácido de outras fontes proteicas, como feijão, lentilha e proteínas animais. Porém, ainda assim, incluir a aveia na sua alimentação pode ser uma boa opção para obter toda a proteína que necessita para a recuperação e construção muscular estimulada pela atividade física.Fonte: http://www.mundoboaforma.com.br/11-beneficios-da-aveia-para-que-serve-e-propriedades/

Veja que eu coloquei esse pequeno texto para mostrar o conhecimento do Saint Germain e sua dieta rica em proteínas e carboidrato de qualidade. Por que ele usava essa dieta? 
Como cientista ele deveria saber que a comida tem que ser integral, tudo que é integral se processa de forma lenta em nosso corpo. Na verdade tanto a aveia como a carne são proteínas que o estomago digere lentamente. Além do que a aveia possui baixo índice glicêmico, isto é não aumentam a glicemia e da insulina. Há também um fator na absorção da aveia: ela ajuda na queima da gordura nos exercícios, e recupera os músculos após os exercícios.
E o fato de comer carnes e já escrevi aqui várias vezes, é que a carne funciona da mesma maneira que a comida integral, a proteína é processada lentamente isso ajuda a baixar a glicemia. Quando comemos carboidratos que não são aveias eles aumentam a glicemia. Por que? Você tem que imaginar que as nossas células tem um limite de trabalho e esse limite pode necessitar mais insulina do que o normal, isso provoca a diabete. Então, para não ter a diabete, tem que queimar energias. 
A dieta de Saint Germain, não está associada a comer frutas, ou vegetais, isso é errado, na verdade só comer vegetais não te fará nada. Tem que comer aveia que tem baixo o teor glicêmico e com a carne para repor o que falta de proteínas.
Além de ter um teor baixo de glicemia ela ajuda a evitar a pressão sanguínea, e melhorar a saúde do coração. 
Esses não são os únicos benefícios: quando nos alimentamos bem e não aumentamos o serviço das células, nem mesmo aceleramos o uso da insulina, isso provoca menos problemas como falta de energia, é porque as células estão sofrendo stress oxidativo, podem exceder a sua necessidade mínima e gerar um excesso de radicais livres. Esse excesso acontece quando fumamos, e bebemos álcool.  Lembra-se porque o Saint Germain era ascético, tem uma vida menos prazerosa  no modo mais carnal possível.
Então, a dieta é algo mais espiritual do que propriamente uma dieta comum. Na verdade é algo mais, puro e limpo energeticamente. A pureza do alimento da época dele talvez bem diferente do que a nossa industrialização.
O asceticismo e a alimentação, pode ter levado a uma longevidade do Saint Germain e isso pode ter o ajudado a viver mais do qualquer pessoa da época.
Uma das coisas que aprendi em vários anos de pesquisa neste campo, é que a nossa forma de vida pessoal pode nos dar longevidade ou não depende de sua busca espiritual.
Uma das certezas que tenho sobre a longevidade se chama telômero. É ele que nos dá longevidade. Ele funciona como um bastão de energia: quando nós bebemos, fumamos e não fazemos exercícios, ou mesmo meditação, Yoga, há uma diminuição do telômero, quanto menor o telômero fica mais fácil de adquirir as doenças degenerativas. Mas será que o telômero só diminui? Não, ele aumenta de tamanho também, mas tem que ajudá-lo, fazendo exercícios, comendo de forma correta e evitando alimentos industrializados. 
Essa é uma certeza que alguém como o Saint Germain descobriu e usou durante sua vida.
No asceticismo as pessoas são regradas. Isso porque é uma busca da espiritualidade, devaneios de sexualidade, prazeres pessoais só atrapalham essa busca por iluminação. Não existe espaço para desejos e prazeres pessoais. Por isso que o celibato é uma forma de busca espiritual, inclusive era uma regra entre os essênios.
Jesus era celibatário, isso porque quem quer galgar o caminho da iluminação, tem que esquecer os desejos pessoais para alcançar um determinado nível dimensional. Muitos homens que se tornaram grandes avatares acabaram por esquecer essas ligações como: paixões. Porque o que mais importa é a espiritualidade. Veja o caso de Chico Xavier, é um exemplo real de asceticismo.
Eu gosto da ideia de ser puro e apenas comer o que é natural, por isso sou a favor da dieta de Saint Germain. A natureza é pura, limpa e espiritual, gosto dessas características. Dormir, andar, comer aveia e carne, meditar, ler livros, buscar conhecimento e a sua espiritualidade pode te fazer longevo.
Por que a espiritualidade é importante para a longevidade?
Você deve achar que é algo bobo, mas as pessoas que buscam a iluminação se deparam com a necessidade de manterem-se imune às paixões humanas. Isso porque uma pessoa normal que vive essas paixões, se entrega aos delírios fantasiosos da vida carnal. Fumando, bebendo e fazendo coisas que poderiam levá-la à morte. Na verdade, as pessoas normais se matam aos poucos.
Esses seres iluminados que procuram pelos caminhos mais tortuosos e complexos da vida, geralmente se apegam menos aos delírios e paixões humanos, sendo assim procuram sempre elevarem-se com conhecimento e menos apegos materiais. 
Note um detalhe: diz-se Saint Germain que ele era muito caridoso e fazia isso com todas as pessoas. Sua forma benevolente de ser cativava as pessoas ao seu redor. Isso mostra que ele não era apegado aos devaneios da vida materialista, apesar de ser um cientista e alquimista, em busca da pedra filosofal.
Escrevi um artigo em 2011 e é um dos artigos mais lidos em meu blog: