Brien Foerster, descobre um crânio alongado de um bebê de 3 meses! E aí?


18/12/2017
Brien Foerster já descobriu vários crânios alongados e esse de um bebê foi o mais estranho de todos. O crânio pode ter 2.800 anos de um bebê de 3 meses de idade.
E o que torna esse crânio especial é que não houve a modificação do crânio usando bandagens de couro para modificar o crânio, porque para que isso funcione precisam de 6 meses para o alongamento do crânio, mas o bebê tinha apenas 3 meses quando morreu.
É possível notar que os cabelos são vermelhos do que pretos de um nativo do local. 

A coluna vertebral é bem diferente de uma criança normal, ela segue para trás do crânio para acomodar o crânio alongado. Os crânios alongados de Paracas, tem 25% maiores e 60% mais pesados que os crânios normais. Os crânios normais tem dois parietais e um frontal, nos crânios alongados eles possuem apenas um osso sem divisões. 
Normalmente encontrados no Peru, mas há vários crânios alongados o Egito, Bolívia, México e Ásia.
Eu escrevi vários artigos sobre o assunto se quiser ler mais sobre  crânios alongados leia: 
Esse crânio encontrado pelo Brien é um dos melhores e desmonta as hipóteses que alguns cientistas dizem que são crânios modificados, pois além de terem ossos a menos, possuem pontos de irrigação de sangue diferente de nós. Além de que a coluna se acomoda para o crânio alongado e os detalhes mais notáveis é que todos tem cabelos vermelhos.
Esse tipo de crânio pode ter pertencido a uma outra raça que conviveu com o homo-sapiens. Tudo está envolto em mistério, porque é muito difícil para a ciência engolir algo assim. 
O que acontece é que esses crânios são reais e podem complicar a história da humanidade.