Mais uma prova de que Jesus existiu!


26/03/2018
Muitas pessoas tentam destruir os mitos, qualquer que seja o mito, todos tentam destruir para mostrar que algo é invenção ou mesmo uma lenda, mas uma dessas tentativas é a destruição do mito Jesus Cristo. Muitos historiadores tentam justificar que Jesus não existiu, mas historiadores da época mostram o contrário. Agora um outro historiador romano que viveu na época de Jesus revela que tanto Jesus existiu como aconteceu o famoso incêndio de Roma provocado pela ira de Nero contra os cristãos. O próprio fato sozinho mostra que Nero odiava os cristãos que se rebelavam contra o império romano ao manter suas crenças em um homem chamado Jesus que viveu na Judeia e foi martirizado em público o qual irritou muitos rabinos da época, inclusive Roma.
Esse historiador se chama Públio Cornélius Tacitus, que além de comprovar a existência de Pôncio Pilatus, e não só podemos comprovar isso apenas mostrando uma pedra encontrada em uma cidade construída por Pilatus.

Essas provas agora evidenciam que Jesus realmente existiu e destrói essas tentativas absurdas de inventar mentiras para envolver as pessoas crentes e religiosas ao ridículo, mas a história é nua e crua e não só Josefo, historiador judeu, comprovou a veracidade dos fatos, mas inclusive a declaração de Tacitus diz:
"A única versão sobrevivente do primeiro século da Judeia, a "Guerra dos judeus" por Josefo, um erudito e historiador romano-judaico do primeiro século, menciona Jesus especificamente em várias ocasiões, incluindo uma passagem que diz: "Neste momento houve um homem sábio chamado Jesus. Sua conduta foi boa e [ele] era conhecido por ser virtuoso. 

“E muitas pessoas dentre os judeus e as outras nações se tornaram seus discípulos.

“Pilatos condenou-o a ser crucificado e a morrer. Mas aqueles que se tornaram seus discípulos não abandonaram seu discipulado ”.
Esta última frase comprova que Jesus morreu na cruz, apesar de muitos livros disserem o contrário. Vejamos se esta história de que Jesus não morreu na cruz é verdadeira: se Jesus não morreu na cruz jamais seus ensinamentos continuariam, isso porque sabemos que o martírio, ou a crucificação o tornou célebre, da mesma forma queimar o padre Giordano Bruno, o mesmo aconteceu com Joanna D'Arc. 
Na verdade, o que eles querem: manipular a verdade para que as pessoas fujam da religião e não sejam pessoas boas ou elevem seus espíritos para uma forma de evolução benevolente.
Tente entender que todo tipo de destruição de mitos tem a intenção de manipular sua mente. Vou dar um exemplo simples: antes todos sabiam que café e ovo eram ruins, mas hoje ovos e café são aliados de muitas melhorias em nosso corpo: https://drjulianopimentel.com.br/artigos/ovos-aumentam-colesterol-mito-ou-verdade/
O café:
"Estudos sugerem que a cafeína pode ajudar a prevenir doenças metabólicas, como diabetes, diminuir o risco de doenças como parkinson, alzheimer, cirrose e cálculos da vesícula biliar, combater os radicais livres, além de favorecer além de favorecer a oxidação de lipídeos, ou seja, a queima de gordura", apontam médicos.
Então, muitas das verdades são mentiras, isso porque as pessoas ficam vivendo com informações erradas e sem nenhuma pesquisa. Devemos antes de dizer algo que não existe ou que seja verdade: pesquisar. A maioria dessas pessoas que falam asneiras pelo mundo, querem sim, justificar suas teorias absurdas com alguma justificativa que lhes agradem.
Sempre pense no seguinte fato: se os cristão eram mortos nos famosos circos romanos, é fato e historiado. E para quem não sabe o mesmo Nero que queimou cristãos ou romanos convertidos ao cristianismo, também construiu o que é hoje o Vaticano.
Para entender quem era Jesus e que ele conseguiu fazer é algo simples: Jesus foi martirizado, toda pessoa que é martirizada injustamente vira um mártir. Em nossa história do Brasil temos alguns mártires: Tiradentes e MMDC [ mártires do movimento Constitucionalista de 1932], às vezes as pessoas não pensam reagem sem lógica e depois o erro está feito e não pode ser corrigido. Volte no tempo e imagine se PONCIO PILATOS, REVERTERIA SUA CONDUTA. Pilatos achava que a morte de Jesus era apenas uma decisão política e que sua decisão pode ter destruído tudo até mesmo o judaísmo, que hoje amarga uma derrota, pois ainda em 2000 mil anos continuam crucificando Jesus e continuam batendo na mesma tecla.
Estes mártires jamais morrerão, veja que isso é real, as pessoas ainda acham que matar alguém destrói suas mensagens e ideias, mas na verdade isso mantém as ideias vivas para sempre. Pois ninguém lembra das leis de Moisés, mas de duas leis de Jesus: amar ao próximo e perdoar ao próximo.
Por que as pessoas odeiam Jesus? É simples de entender: Jesus era um homem que ensinava a caridade, de viver com o mínimo possível, mas hoje as pessoas querem viver na luxúria e na opulência, em parte para viverem escravizando as pessoas.
Voltando no tempo, Nero odiava o fato de que Jesus ensinava o amor entre as pessoas e contra a escravidão, pois Nero era escravagista e queria que isso continuasse para sempre. Os romanos tinham escravos, pessoas que eram colocadas como escravos para o trabalho doméstico. Algumas mulheres e homens eram tratados como escravos pelos romanos mais ricos e hoje não é diferente. As pessoas continuam a serem escravos, mas são pagos com salário mínimo. Um outro fato que as pessoas esquecem é hoje as mulheres livres são assim porque um dia Jesus disse isso, em parte Maria Madalena, representa as mulheres livres de hoje, pois na época mulheres não poderiam seguir homens como pessoas livres de religião, a mulher nem podia entrar nas sinagogas.
Hoje existe a mesma consciência de 2 mil anos atrás: quem acredita em Jesus é chamado de vagabundo ou mesmo quer ser sempre pobre. Na verdade, Jesus ensinava que podemos dividir e ajudar às outras pessoas por amor ao próximo, e não apenas por caridade, mas por amor. Não só para fazer bondade para agradar os outros. A verdadeira caridade é aquela que dividimos o que temos.
PENSE NO SEGUINTE QUEM NÃO GOSTA DAS PALAVRAS DE UM HOMEM QUE PREGA AMOR E CARIDADE É PORQUE QUER O CONTRÁRIO, ENTENDE?
Então, o lado psicológico por trás da tentativa de desconstruir um mito é a própria manipulação. Por isso em um futuro distante e está escrito na Bíblia: que Jesus ainda irá reinar em Jerusalém e aqueles que o crucificaram o reconhecerão e assim Jesus voltará, não fisicamente, mas em espírito!
Este futuro, por mais que pareça longe da realidade, pode ser que ainda teremos muitas provas e isso pode influenciar até mesmo os Judeus que agora o odeiam e não acreditam que ele seja o messias. É fato, que os Judeus o odeiam, por não compreender suas palavras e por não respeitarem a própria demostração divina.
Gosto de lembrar as palavras de Gabriel para Maria: “Jeová Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e ele reinará sobre a casa de Jacó para sempre, e não haverá fim do seu reino.” 
Esta frase já dura 2 mil anos, e o reino de Jesus só aumenta. Talvez devemos entender, que Jesus seja na verdade o messias, pois já duram 2 mil anos e tantas pessoas tentam destruí-lo e ele continua seu reino.
Muita luz