Elemento vital para a vida é raro no universo!


06/04/2018
Essa certeza pode impedir que os cientistas achem vida alienígena no Universo. É triste ver que os cientistas tentam sempre destruir a verdade da vida alienígena através de suas ideias absurdas.
Astrônomos medem a quantidade e fósforo produzido  pelas Supernovas através do comprimento das ondas. Essa medição mostrou que a quantidade de fósforo produzido no universo estaria abaixo das estimativas para sustentar a vida no universo. Este fato quer dizer que a quantidade de fósforo é rara no universo visível, colocando um banho de água fria na pesquisa de vida alienígena.
O fósforo é importante para a vida na Terra e a falta dele gera doenças graves e aumenta o envelhecimento e o surgimento de doenças degenerativas, bem como fortalece os ossos e dentes.
E vamos extrapolar nessa análise: se o fósforo é importante e é raro no universo, por que então estaria em nosso planeta? E por que o planeta Terra foi agraciado pela vida? 

Será que a falta de fósforo no universo pode explicar que a vida alienígena não existe?
Pois bem gosto de propor novos insights para que você pense na possibilidade de que se o fósforo é raro no universo por que só na Terra isso aconteceu? Na verdade, a falta de fósforo para criar vida na verdade, mostra que a vida alienígena é colonizada e criada por outras raças ainda mais evoluídas.
Os cientistas sempre colocam as coisas de forma a destruir nossos conceitos, mas sem querer eles aumentam a possibilidade da vida extraterrestre, isso porque nós sabemos que a vida na Terra não aconteceu por coincidência e sim foi criada por uma raça alienígena.
Observe pelo lado desse estudo feito pelos cientistas usando os comprimentos de ondas das partículas no universo. É fato que a produção de fósforo é importante e não podemos negar, não é verdade? Então, usando essa ideia proposta pelos cientistas que querem dizer que a vida é rara no universo e que nós temos a Terra como exemplo de realidade. Então, como a vida surgiu na Terra?
Seria ridículo nós como pessoas inteligentes de assumir tal absurdo científico: se a vida é rara sem fósforo por que existe a vida na Terra?
Então, os cientistas acabam por confirmar que a vida na Terra foi criada ou colonizada por uma outra vida inteligente.
Eu já expliquei em outros artigos que a vida ainda não foi criada a partir do zero pelos cientistas, existem várias equipes pelo mundo tentando fazer isso: criar vida a partir do zero, mas não conseguem, porque falta alguma coisa que eles não sabem o que é.
Se o fósforo é raro e a vida é rara, então de onde veio a vida na Terra?
Estou tentando te explicar que a vida na verdade foi trazida através de meteoritos, mas não a vida complexa do ser humano. Nosso corpo é complexo para ter sido evoluído de uma bactéria, que são seres vivos unicelulares.
Nosso corpo contém 10 trilhões  de células e não somos seres unicelulares que poderiam viajar em asteroides  pela vastidão do universo e cair em um planeta como o nosso e criar vida. Pense por um minuto: se a vida e tão rara como os cientistas estão tentando dizer, então nós somos uma raça que foi criada e não uma raça que evoluiu de uma ameba!
Eu sempre coloco que o ser humano e outros animais da Terra descendem de uma mesma matriz: nosso corpo é igual ao embrião de uma tartaruga ou de uma salamandra.
Então, quer dizer que somos seres complexos pluricelulares que tem uma origem única? Sim. Então, isso quer dizer que alguém ou algo colocou esse embrião que evoluiu em nosso planeta.
Vamos imaginar, se isso é verdade comprovado cientificamente que o fósforo é tão importante para nossa vida e que nós jogamos fora no xixi. kkkk Não estou querendo suflar sua mente, mas o xixi é fósforo! É CLARO, QUE O NOSSO XIXI É TAMBÉM COMPOSTO DE TOXINAS LIBERADAS PELOS NOSSOS RINS. Não o fósforo em si, mas as toxinas podem ser ruins, mas o fósforo é importante. Sendo assim liberamos o fósforo na urina.
Não é engraçado que a própria ciência se contradiz e refuta suas próprias ideias ao mesmo tempo, provam que a vida na Terra é criada por alguma raça mais evoluída. O que eu quero propor é que se o fósforo é tão raro no universo, e a vida na Terra também seria algo raro de acontecer ou talvez impossível. Mas vamos ser mais cientistas e raciocinar como os cientistas: se temos no universo 500 bilhões de galáxias e nós somos uma delas e que essa 0,00001% de possibilidade, seja convertido em bilhões então existem 0,00001% de vida no universo igual a nossa. Isso quer dizer que é raro, mas não impossível. E pior que isso se esse 0,0001% viaje pelo universo colonizando planetas como o nosso, então essa ideia de que a vida seja tão rara cai por terra.
Neste artigo, não irei comentar as frases dos pesquisadores, pois para minha inteligência não servem, apenas porque é totalmente ilusório dizer que em um universo infinito, escrevo infinito, porque a mesma ciência não tem capacidade de mensurar algo que não é possível, mesmo com nossa cabeça dura de cientistas que somos, acreditar em tal absurdo apenas usando cálculos absolutistas e tendenciosos como esse.
Mesmo porque ser algo "raro" não quer dizer não existente e sim inconclusivo. Portanto, imagino que a vida seja natural no universo e que mesmo "rara" que seja o tal fósforo, por que não seja a vida criada em vez de um acaso do universo. Se os cientistas estão dizendo isso assim publicamente, quer dizer que só comprova o conceito de que a vida na Terra não aconteceu por acaso e sim foi criada como uma biblioteca viva.
Tento sempre explicar que Deus escreve certo em linhas tortas: o que parece ser a vida por acaso ser criada na Terra pode significar uma interferência inteligente para criar vida em nosso planeta, jamais podemos imaginar que algo por acaso acontece, existem alguns parâmetros que mostram que a vida não acontece por acaso, e todo cientista sabe disso. Portanto, jamais devemos acreditar que essa raridade seja apenas um chance menor de vida, mas nunca uma esterilidade da vida.
Existem os extremófilos que vivem em condições adversas inclusive sem o fósforo, e que vivem em locais inóspitos e até mesmo no vácuo do espaço. Então essa pesquisa pode ser tendenciosa para tirar da mente das pessoas a ideia de que vida alienígena não existe. Esse tipo de conceitos são de pessoas céticas, jamais levem muito a sério porque antes o homem achava que o Sol girava ao redor da Terra e que a velocidade da luz era ilimitada, inclusive Albert Einstein provou que a ciência estava errada e até hoje tem gente querendo desacreditá-lo.
Então, nunca leve os resultados da ciência como absolutos e nem mesmo a ciência deve pensar em absolutismo, ao menos seja a teoria da relatividade ainda reina absoluta. Mas pode ser que no futuro até ela seja um passado e nós chegaremos a uma teoria do tudo que satisfaça a verdade do universo.